terça-feira, 6 de outubro de 2015

Do povo


Foto: Tadeu Rodrigues

Um mito em minha tribo.
Semente, desatino e, do mais, 
vitrines comerciais
expondo porcamente 
nossos ais.
Aí, disse o poeta do mar,
Vão-se os sapatos
Ficam os pés 
[descalços];
Vão-se os barcos
Ficam os mares
[E a tempestade];
Vão-se as pessoas
Ficam as memórias 
[E a saudade].
E assim,
dentro de mim,
as imagens formam 
versos sem fim.

Tadeu Rodrigues
Canoa Quebrada/CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário