terça-feira, 6 de outubro de 2015

A vida e sua falta de jeito

Autoria desconhecida

Nos desajeitos da vida
engendro uma parte celeste,
que nua, como veio ao meu lado,
sente-se à vontade para chorar
e sentir gratidão pelo amor recém-chegado.
Ciente de que nosso dia,
tal como a certeza do sol demasiado e a rachadura do chão,
chegaria em todas as suas estações.
Esquentando o olhar,
na neve fora de época de todo resto do mundo
- atemporal,
esfriando os nossos medos
e as nossas incertezas.
Nos desajeitos da vida
Nos ajeitamos.

Tadeu Rodrigues
set/15

Nenhum comentário:

Postar um comentário