quarta-feira, 26 de agosto de 2015

O que é?

Autoria desconhecida

É a mulher massacrada.
É o preto, é o pobre, é a puta.
É ferida, é desgraça, é a luta.
É a palavra dilacerada.
É a mercadoria dos sonhos. 

É rebanho de rebeldes.
É a veia da estrada.
É um grão de pó. 
É oceano seco de maré tranquila.
É a pele ardente de frio.
É a segunda lua no céu 
que se esqueceu de amanhecer.
É sertão aqui dentro.
É a miséria do luxo.
É o beijo... 
é o beijo, que dentro do corpo vejo, 
que dentro do corpo sinto.
Não minto.

É poesia.
Entende?


Tadeu Rodrigues
agosto/15

Nenhum comentário:

Postar um comentário