segunda-feira, 18 de maio de 2015

O Céu do Instagram

Céu de Cores - Paula Garcia



Romeu tirou sua melhor foto. Estava passando as férias na praia, quando, sem sono, deitou sobre a areia no início da manhã, quase madrugada, e "clique". Postou uma linda foto do céu litorâneo em seu perfil do instagram.

Na imagem, nada mais se via além de um céu alaranjado e avermelhado, com algumas nuvens o riscando magistralmente, formando desenhos delirantes. E só era possível saber o lugar da foto, pois Romeu teve o cuidado de fazer um "check in" em sua localização.

Não demorou muito para os "likes" aparecerem.Vieram de todos os cantos. Os compartilhamentos viraram milhares. Os parentes, os amigos dos parentes, os vizinhos dos amigos dos parentes, todos comentando efusivamente a linda foto do céu. Até que o inesperado aconteceu: um ator famoso divulgou a imagem. Em poucas horas, os que era mil virou milhões. Atribuíam a autoria da obra a fotógrafos renomados do país. Os comentários romperam as bandeiras e parte do mundo já conhecia a famosa foto do Romeu, que sequer tinha seu nome citado nas postagens.

E ainda era meio da tarde. Dia internético conturbado.

Alfredo, primo do Romeu, que também passava as férias na praia, animou-se com o que pudesse vir a ser a fama virtual do primo:

- Por que você não abre um perfil no instagram sobre "céus"?
- Sobre "céus"?
- É. Você  vai ficar famoso. É só escrever um longo texto dizendo-se fotógrafo. Arrumar algumas brigas com quem está se pondo como autor da foto. Logo seu nome ficará em voga e saberão quem é você...
- Na verdade eu...
- Você leva jeito. Vai ter um monte se seguidores. Aproveita que você viaja muito. Saia tirando fotos apenas dos "céus" dos locais que está, marque a localização e poste!
- Mas eu só queria...
- Vai ser demais. Você pode abrir um "tumblr". Divulgar suas fotos. Montar um livro com as melhores imagens. Vendê-las. Arrumar patrocinadores.
- Mas eu...
- Gravar alguns vídeos. Mostrando a curiosidade do local que está, mas sempre focado no céu que está filmando. Quem sabe um dia isso vire um documentário chamado Céu? - disse Alfredo com um olhar ambicioso lançado ao mar.
- Mas...
- Eu posso te ajudar e...
- Mas eu não quero nada disso.
- Não?
- Eu só queria ver o céu em paz.

E o sol de pôs.


Tadeu Rodrigues
maio/15

3 comentários: