segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Veneno

Pintura de Marc Chagall

Lamento pelos seus andarilhos,
pedintes em solidão.
Lamento pela força escondida,
pela verdade não dita
e pela calma de ser.
Fique no fim do verso,
depois do ponto,
Para que eu morra em paz;
sem alardes.
Fique na prateleira,
mas sem tanta poeira;
Em meus lamentos perdidos,
fique.


Tadeu Francisco
set/12


Nenhum comentário:

Postar um comentário