quinta-feira, 14 de junho de 2012

Acordes

Pintura de J. Miró

Acorde-me
em Sol
Menor.


Tadeu Francisco
jun/12

5 comentários:

  1. Quando a poesia e a música se confundem e formam algo inexplicável e jamais vivido. Foi o que este poema me passou. Perfeito!!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, amigos.

    Valeu sempre pela presença, Senna.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Li novamente e continuo achando lindo esse poema. É inevitável não pensar na música, na poesia, no amor e na pulsão de vida que tudo isto representa. Parabéns pela sensibilidade aflorada em seus poemas.

    ResponderExcluir
  4. Bom ver a sensibilidade sendo despertada.

    Abraços

    ResponderExcluir