segunda-feira, 23 de abril de 2012

Gotas

Pintura de Edgar Degas

Ela mentiu o choro
E ele acreditou.
Foi um choro sincero
fingido de dor.

Tadeu Francisco
abr/12

3 comentários:

  1. Muito bom esse poema, Tadeu! Dialoga com o fingidor do Pessoa e até com as "mentiras sinceras" do Cazuza. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. oi to passando pra dizer um oieeee
    e te desejar uma bela noite..xauzinho bjs
    http://segredosdeumamulherapaixonada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir