segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Sobre ser poeta - Vinícius de Moraes

Nesse mundo virtual tive o prazer de conhecer diversos escritores. Sempre me deparo com textos bem elaborados e emocionantes. Não foi diferente quando tive acesso aos textos da Ana Oliveira através do blog da Darla Medeiros, que já esteve por aqui.

Como a série apresenta grandes artistas da nossa história, fazer dela algo maior é o que sempre almejo. Por isso, esse espaço só tem a ganhar com a bela explanação que a Ana fez sobre a vida do grande Vinícius de Moraes.

Ana é uma escritora prodígio, tem apenas 16 anos e possui um bom conhecimento literário, isso fica evidente em seus textos. Quem quiser conhecer mais as suas ideias, basta clicar aqui, aqui e aqui.

A série Sobre Ser Poeta volta cheia de estilo.

Agradeço a participação de todos os leitores que enviaram sugestões e comentários.


Vinícius de Moraes

No dia dezenove de outubro de mil novecentos e treze, Lydia Cruz nos presenteia com uma das melhores pessoas do país, em minha opinião. Foi um diplomata, dramaturgo, jornalista e compositor brasileiro. Morreu aos sessenta e seis anos, na manhã de nove de julho, em sua casa.

Conhecido como um boêmio inveterado, apreciador do uísque e fumante, era também conhecido por ser um grande conquistador. Casou-se, ao todo, por nove vezes ao longo da sua vida.

Apesar de não ser amante desse gênero, sou completamente apaixonada por Vinícius de Moraes e todas as suas obras, mas, minha favorita é “Para Viver um Grande Amor” (publicado em mil novecentos e sessenta e dois), um misto de prosa e poesia.

“Dorme, minha amada
Teu sono de estrela
Nossa morte, nada
Poderá detê-la.
Mas dorme, que assim
Dormirás um dia
Na minha poesia
De um sono sem fim...”

Vinícius de Moraes em “Canção Para a Amiga Dormindo”.

Vinícius e Tom Jobim
A obra artística de Vinícius de Moraes se inicia no início da década mil novecentos e trinta, quando o poeta lançou o livro “O Caminho para a Distância”. A partir de então, Vinícius caminharia pelos campos da literatura, música e teatro. Alguns de seus livros são “Forma e Exegese”, “Antologia Poética”, “Poesia Completa e Prosa” dentre muitos outros.


Como compositor, fez várias parcerias com alguns cantores muito bem renomados. Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell, João Gilberto, Chico Buarque e Calos Lyra são considerados seus principais parceiros.  Para quem gosta e ainda não conhece, vale à pena dar uma conferida.

Ana Oliveira
fev/12

8 comentários:

  1. Fico feliz que tenha gostado, Tadeu. E muito lisonjeada por todos esses elogios, viu? HAUEHAEUE'

    ResponderExcluir
  2. Nada melhor que começar o ano com um esboço desse que foi e continua sendo um grande poeta; como dizem;"Os poetas são eternos", pois eles nunca morrem, mas renascem ou ressucitam em suas obras, artes, musicas, enfim nas grandes perolas que essses "monstros" deixaram para nós. Acredito que valeu a pena esperar, afinal foi um grande brinde a todos os seguidores do Blog com esse especial "Sobre ser poeta". Deixo meus parabéns a voce pela pagina e pela jovem Ana sendo tão jovem soube brincar bem com as letras. Que a arte, a poesia sempre nos abençoa neste vasto mundo.

    Fr. Fellipe da Silva Toledo,OSA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belas palavras, Fellipe!
      Sempre bom tê-lo por aqui!!!

      Abraços!

      Excluir
  3. O Poetinha adoraria essa homenagem de uma garota que chegou ao mundo quando ele já havia partido. Muito bom!

    ResponderExcluir
  4. Vim ver se tinha algum comentário, e me emocionei com os de vocês. Obrigada pelas palavras, pessoal! Não mereço tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Merece mais! Confio em você e na sua escrita! =D

      Excluir