quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Olhando os barcos - um conto


Ela é uma menina.
Está lá fora vendo os barcos
e contando as pequenas ondas.

Invejo os seus sonhos,
que me deixam desalmado.

Cadência triste,
essa de ser a parte externa do que não lhe importa.

Tome meus prantos, guarde-os com você.
Sutilmente espero um novo dia, uma nova bênção.

Que assim sejamos, em cada onda, um novo tempo.

Tadeu Francisco
out/11

*Ps: obra de autoria desconhecida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário