terça-feira, 20 de setembro de 2011

O valor das coisas

Obra de Camilla Pallavicini

Vale tanto
quanto a pequenez
dos pássaros.

Vale tanto
quanto o mistério
dos porões.

Vale tanto
quanto o disparate;

que se desprende
da poeira dos sertões.

Tadeu Francisco
set/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário