sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Sobre ser poeta - John Grisham

John Grisham é um excelente romancista norte-americano.

Suas histórias se passam em ambientes jurídicos, mas nem por isso seu público é o profissional do ramo. Consegue atingir milhares e milhares de pessoas com sua sensibilidade e perspicácia.

O primeiro livro que li de sua autoria foi "O advogado". Fiquei encantando com a história e decidi correr atrás de mais obras. Comecei uma verdadeira peregrinação de compra. Comprei diversos livros. Li todos. E cada obra foi lida em um  curto prazo de dois, três dias.

Muitos de seus romances viraram filmes, que, não por menos, fizeram muito sucesso nas telonas. Dentre algumas delas estão os livros "O homem que fazia chover", "O júri", "Tempo de matar" etc.

John é hoje um dos autores mais lidos do mundo, com a expressiva marca de 250 milhões de livros vendidos.
O bacana de John é que ele explora uma temática recorrente no nosso cotidiano, como lesões corporais, danos, processos criminais, e nos oferece uma nova ótica da coisa. Mostra o outro lado. "O advogado", em especial, me motivou a escolher a advocacia, passei a ver filosofia nas pessoas e acreditar em mudança concreta através de uma profissão.

Fica aqui meu registro e admiração por esse escritor, bem como minha ampla indicação aos seus livros.

Tadeu Francisco
ago/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário