terça-feira, 26 de julho de 2011

Despedindo

Despedida de Heitor e Andrómaca (G. CHIRITO; 1917)
Lá se foi o primeiro aceno,
o segundo, o terceiro.
Lá se foram as coisas que levei,
os passos que daria,
a dor que guardaria.

Tadeu Francisco
jul/11




*Ps: poema  para o meu querido irmão, Pê .

4 comentários:

  1. Com poucas palavras conseguiu dizer tudo o que seu irmão sente! Parabéns cunha poeta!=)
    Enfrentaremos essa longa etapa junto com ele!=)

    ResponderExcluir
  2. Pedro Augusto (Pê)19 de outubro de 2011 15:38

    Vários acenos!!!A certeza de uma dor que viria, mas não sabia que seria tão grande e tão valorosa, um "novo" valor dado a todos que estavam tão presentes e que eram meu porto seguro e que agora me faz muita falta, mas levo comigo a certeza e a alegria da volta, pra minha terra, minha família, minha namorada, meus amigos, onde tudo é mais bonito e mais fácil de se viver, na qual "tem palmeiras onde cantam os sabias, as aves que aqui "cantam" não cantam como lá"!Com certeza essa etapa é junta, onde a saudade cresce com o Amor!!!Saudades!!=/!!

    ResponderExcluir
  3. Vários e vários, brodá! Volta logo com muita lembrança boa na bagagem... Estamos de braços abertos já! Saudades demais.

    ResponderExcluir