segunda-feira, 27 de junho de 2011

Quando falei

"Maternidade" - obra de Pablo Picasso

Quando nasci,
decidi gruir.
Não queria deixar soar
meu jeito estranho de falar.
Hoje gruo e gruo;
só sei assim.

Tadeu Francisco
jun/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário