sexta-feira, 17 de junho de 2011

Choro

Obra de David Sento-Sé - Clarinete
Clarividente,
o som
escureceu ainda mais a mão parda.
Acondicionou-se
fininho,
afinando-se na saliva,
rebaixando-se ao gueto.
Instrumento fino,
o do preto.

Tadeu Francisco
jun/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário