terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Rugas

Autoria desconhecida

Foi quando aspirei a sua pele.
As rugas não permitiram sua volta,
era tarde.
Aspirei assim mesmo.
A quis;
como um ás
Pirado.

Tadeu Francisco
fev/11

Um comentário:

  1. O que tanto quis as rugas não esconderão mais. Apenas uma forma de declarar a presença do tempo que era interno e verteu-se de semblante.

    ResponderExcluir