segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Paciência


Um estranho relógio que tictaqueava seu ócio.
Corria pelas paredes com as pernas largas.
Ela aguardava.
Não ligava para o marcador andante.
Afinal, emburrada, só queria ser chamada;
nada mais lhe importava.

Tadeu Francisco
Nov/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário