quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Meio sem avisar

Ela chegou meio sem avisar, meio sem querer.
Por tão pouco nada teria acontecido: as falas não teriam se encaixado,
os toques não teriam se encontrado,
os olhares não teriam se cruzado.
Estaria escrevendo sobre outras linhas, outras cores.
Por muito mais, em vão, pessoas passaram por mim.
Não com ela.
O seu jeito de andar já compõe o toque divino,
que Deus me permita a comparação.
Nem sobre as verdades precisamos dizer,
porque ela está sempre ali;
mais e mais.

Tadeu Francisco
Maio/2008

Nenhum comentário:

Postar um comentário