terça-feira, 19 de outubro de 2010

Estéril


Foi sonhando que se atreveu.
Viu a grávida;
por dentro, a vida.
Viu o seio.
Morto,
quis a ceia.
Estéril,
não percebeu a gravidade.

Tadeu Francisco
Junho/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário