segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Cesta Básica

 Arroz, batata, quando muito, um doce da roça.
O feijão é caro, claro.
No final da semana seu dinheiro acabava.
Tudo a custa de um salário magro.
Queria diversão naqueles parcos dias.
Mas não dava.
A sexta era básica.
A sua cesta, básica.


Tadeu Francisco
Outubro/2010

3 comentários:

  1. Tia Adriana me mandou o link do seu blog e eu atrevidamente resolvi espiar.
    Grata surpresa!
    Suaves vírgulas, pontos e contos... Tadeu prossiga escrevendo!
    Presenteando seus leitores. Muito legal o blog.
    Abraço, Filipe.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado mesmo pelas palavras, Filipe!
    Que bom que gostou. Fico feliz deveras.
    É por "essas" que vale a pena escrever.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Tadeu,

    Como não falar de palavras tão bem escritas? Você realmente tem o dom de colocá-las, transmitindo o seu " eu " mais profundo.Esta delicadeza contrastando com a aspereza da realidade, faz com que repensemos a vida, possibilitando momentos únicos de reflexões.Obrigada!! Simplesmente maravilhada!!
    Andreia Karla

    ResponderExcluir